quarta-feira, 17 de outubro de 2007

Tu e Nada

Corro... parado no tempo,
Na pressa lenta de,
Chegar, partindo

Enfraquece o desejo crescente
De ter nada, cá dentro
De desejar o feio, tão lindo

Distraio-me, sempre atento
Lembrando-me da saudade, de
Chorando te ver rindo

E, sozinho entre a gente
Vou-me soltando do enclaustro
De te ver chegar, partindo

15 comentários:

Rui Caetano disse...

Mas que lindo e profundo poema, cheio de antíteses e metáforas de grande qualidade literária. gostei muito, parabéns.
Tudo e nada é o nosso caminho, nesta vida que construimos.

Papoila disse...

"Saudade de chorar te ver rindo..."

E nesta desejo de ter muito de ti... te reli.

Beijos
BF

Rosa dos Ventos disse...

Paradoxal o teu poema mas é mesmo assim, às vezes.
Parabéns pela inspiração1

Abraço

Su disse...

gostei de ler.te


fiquei triste..........

jocas maradas

♥≈Nღdir≈♥ disse...

Venho convidar-te a brindar comigo amanhã 18/10... É dia de festa lá no meu cantinho...

., . - . - , _ , .
.) ` - . .> ' `(
/ . . . .`\ . . \
|. . . . . |. . .|
. \ . . . ./ . ./
.. `=(\ /.=`
.... `-;`.-'
......`)( ... ,
....... || _.-'|
........|| \_,/
........|| .*´¨)
¸.•´¸.•*... ¸.•*¨)
(¸.•´ (¸.•` *
*´¨) мιℓ вєιנoѕ♥*♥
¸.•´¸.•*... ¸.•*¨)
(¸.•´ (¸.•` **♥*♥

lenor disse...

Bonito (porque chegar, partir, correr, parar, pressa, lentidão, chorar, rir, é movimento, são gestos) e nostálgico. Era essa a tua intenção (a nostalgia), Bartolomeu?
:)*

Bartolomeu disse...

Bom amigo Rui Caetano, não será a antitese no seu sentido alternativo que nos fará encontrar por vezes o sentido para aquilo que muitas vezes se nos apresenta insensato, incoerente, insolvente?

Bartolomeu disse...

Drinha Poila... é velhinha aquela expressão "chorei a rir", o que comprova a proximidade dos extremos.
lllllllloooolllllllllllll

Bartolomeu disse...

Tão paradoxal, ou não, meu grande amigo Rosa dos Ventos, como paradoxal foi andar um porradão de tempo a tratar-te de amiga.
lllllllllllllooooolllllllllllllll
Mas não é de estranhar, face á minha permanente desatenção a pormenores de somenos importância.
Porém tenho uma anja protectora que me alerta para estas falhas, o que me permite acabar por compor o ramalhete.
Mas como também não estrilhaste, é sinal, para mim, que não dás relevo de maior ao caso.
Seja como for, tu és sempre tu e eu sou sempre aquele que aprecia os teus comentários, assim como comentar-te.

Bartolomeu disse...

Ahhh... ainda a propósito, lembrei-me de um filme o Corcodilo Dundee, em que a mocinha leva o heroi para Nova York e quando ele vai à sua primeira festa de sociedade, defronta-se com uma daquelas personagens que parece que é mas não é. Então a partir daquele momento, o rapaz, antes de prosseguir com mais conversas, passa a apalpar as convidadas, para se certificar que são "elas".
Acho que vou passar a usar esse métudo.
lllllllllllooooooolllllllllllllll

Bartolomeu disse...

Minha querida Su, triste?
Não pretendi isso, agora vou ter de escrever algo que reponha a tua felicidade, o que irá ser?

Bartolomeu disse...

É hoje o aniversário da minha muito querida amiga Nadir.
A Nadir para quem ainda não lhe visitou o blog http://fotosdanadir.blogspot.com/
é uma mocinha com uma aptência e uma sensibilidade enorme para o maravilhosos mundo da imágem, conjugado com o sonho.
Daqui lhe envio os meus votos de um dia felicíssimo, e de que o horizonte se mantenha sempre no seu olhar.
Um beijo com sabor a mar doce Nadir!!!

Bartolomeu disse...

Leozinha, querida Leozinha, sempre a tentar perscrutar o mais recôndito dos meus pensamentos...
;))))))
Mas ok, eu não te vou deixar com o bébé no colo. A minha intenção querida Leo, está sempre na razão directa do resultado da interacção com a interpretação do que escrev, por quem me lê.
Não estou nada a tentar baralhar-te!
Lê pausadamente, vais ver que o raciocínio expresso é linear e simples.
;)))))))))
Um beijo daqueles, Leozinha.

Fábula disse...

"desejar o feio, tão lindo" é a parte que eu mais gosto, diria mesmo que é uma boa loucura... ;)

Bartolomeu disse...

Pes é Fábula...
Conheces aquela frase popular... "quem o feio ama, bonito lhe parece"?
às tantas está mesmo "tudo" na base da capacidade de amar...
vais ver que é isso...