domingo, 28 de outubro de 2007

Cristal

És o meu cristal da sorte
A minha estrela do Norte
És a sensação mais forte

Eu... sou o eterno errante
Figura escolhida de Dante
Teu sempre, eterno amante

Nos, somos a obra de arte
Contrários ao aberrante
Aves de voo rasante
Somos Vénus, somos Marte
Nos, somos o inverso da morte

18 comentários:

Rosa dos Ventos disse...

Os teus poemas são sempre muito interessantes, quer no conteúdo, quer na forma!

Abraço

Papoila disse...

São uma bonita união de ...palavras.

Beijos
BF

sombra e luz disse...

...não poderias só, acrescentar mais um verso?
um em que morte rimasse com sorte?...


(vou bem... obrigada;)

Maria Eduarda Horta disse...

Pois... o inverso da morte acho eu, já é uma grande sorte!
Tá lindo Bartolomeu.

Moura ao Luar disse...

São um só :-)

lenor disse...

Somos o verso de tudo. À partida.

Bartolomeu disse...

Sabes Rosinha... o objectivo é serem interessantes, na medida em que suscitem o interesse.
Mas... tão interessante ainda é o facto de eles interessarem quem os lê.
;))))))

Bartolomeu disse...

A cola que utilizo é boa Drinha Poila ;))))
Beijos, querida

Bartolomeu disse...

Não Sombrinha linda, isso seria deturpar o sentido de morte... e de sorte.
;)))))))))))))
Beijos à Sombra

Bartolomeu disse...

Achas que a morte tem direito a inverso, Maria Eduarda?
hummm
;)))
Beijos Maria Eduarda

Bartolomeu disse...

E um só já são demais, Mourinha, deliciosa Mourinha.
;))))

Bartolomeu disse...

O verso e o verbo, não é verdade Leozinha, somos o Logos e a rima em si mesma.
;)))
Beijão Leozinha

Palavras Soltas disse...

Belo o poema e o seu conteúdo
Do inverso da morte salta á vista a vida a ser vivida
Muito obrigado por palavras tão ternas no meu espaço,e sim é muito bem vindo

*Sorrindo" agradeço e desejo uma boa noite

Grata

Fábula disse...

eu não queria ter um amante figura escolhida de Dante... vá de retro! ;)

Bartolomeu disse...

Não ha nada que mereça ser agradecido "Palavras", é muito bom visitar espaços, onde a palavra é produzida.

Bartolomeu disse...

Isso é um convite Fábula?
(Onde é que guardei o gel lubrificante?)
;)))

Um Momento disse...

Sensações fortes senti eu aqui
N'este "Cristal" que veio de ti
Beijo de noite serena
(*)

sombra e luz disse...

Bartolomeu
Tens razão.
É um poema que enrola...
(tinha a certeza qu faltava a palavra sorte, mas depos reparei melhor, já lá estava, no 1º verso...)
Para mim, agora, ficou ainda mais bonito o teu poema...:)