quarta-feira, 28 de novembro de 2007

Tenho-te ...

Escorres-me nos sentidos como chuva de verão, refrescante, intensa, fazes rebentar dentro de mim o desejo.
Tudo em mim és tu...
Tenho-te...
Tenho o teu corpo desenhado ao milímetro na polpa dos meus dedos, tenho o teu cheiro gravado a fogo na minha pele e o som dos teus gemidos ecoam como o marulhar suve da onda que se espraia, ou o ribombar forte do trovão.
Tenho o sabor de ti guardado em mim.

6 comentários:

lenor disse...

Tens coisas muito giras...
Beijo.

Bartolomeu disse...

É para veres...
aqui o teu amigo está sempre atento às últimas novidades.
;)))))

Pinho Cardão disse...

Excelente, subtil e selectiva memória, caro Bartolomeu!...
Compatível, porventura, com o treino de uma tabuada bem aprendida!...

Bartolomeu disse...

Olá caro amigo Pinho Cardão, é um prazer saber da sua visita.
É verdade, tal como a outra, a dos números, esta, a dos sentidos, é importante que se mantenha sempre na ponta da língua, prontinha para ser trauteada.
;))))

Papoila disse...

Saberes e sabores das vivências do amor....


Beijinhos BartÔ
BF

Joana disse...

carnal :) gosto destes textos.