sexta-feira, 9 de novembro de 2007

À Tarde...

És a gazela, que persegue o leão
Temerária, destemida, insinuante
Corpo ardendo de tesão
Buscando, não mais que um instante

À tarde és Diana, deusa da caça
Ardilosa, transpiras manha
Mordes, arranhas, amordaças
À tarde és a fera que abocanha

À tarde, surpreendes-me d'embuscada
Atrais-me e seduzes muito lânguida
Rasgas-me a roupa, a pele suada
Sacias toda a fome apetecida

6 comentários:

Anabela disse...

O amor é louco, não facam pouco...

Eu exlico-te que tu és novo e ainda há coisas da vida que não sabes.Trocaste as palavras todas, meu rico menino.

A gazele é apanhada
Papada e despida num instante
Pelo leão que é comilão

Á tarde rezas a Deus pela Diana
Que tadita mais parecia que tinha
ido à caça de tão "amarfanhada" que ficara

(este 3º é que me tramou)
Beijos

Bartolomeu disse...

hahahahaha
Nem precisa rimar Anabelinha... é preciso é que "encaixe".
Estou ansioso para ver como é que vai sair o proximo
à Noite...
;))))

♥≈Nღdir≈♥ disse...

:)
Sensual

Bom fim de semana.
Beijos

Papoila disse...

Tarde quente que por aqui anda.

Beijinhos
BF

lenor disse...

Sensual como uma savana.

Bartolomeu disse...

Tão sensual quanto o espírito que sobrevoa a savana.
;)))))))))))))
Beijos selvagens !!!