quarta-feira, 14 de novembro de 2007

Prova de Vida

Já provei da vida vários sabores
Sabores que não esqueço, bons ou não
Na vida conheci muitos amores
Provei aventuras com gosto de paixão

A vida deu-me momentos de loucura
E ensinou-me como utilizar a razão
Fez-me sentir o gosto da ternura
Quando, num dia triste alguém me deu a mão

A vida brincou comigo e, eu com ela
Mas guardámos entre nós grande respeito
Eu aprendi a ver como ela é bela
Ela, guarda-me carinhosa em seu peito

A vida envelhece a meu lado
Trocamos entre nós boas memórias
Chamo-lhe vida e, não fado
Porque eu e a vida somos histórias

25 comentários:

Anabela disse...

É isso mesmo, sem tirar nem por.
Lindo!

lenor disse...

Eu e a vida somos histórias.
Sim.

Bartolomeu disse...

Olá Anabelinha!!!!
Por onde tens andado minha murcona fugitiva?
Um beijão Anabelita linda!!!

Bartolomeu disse...

Somos, não somos Leozinha?
Nem sempre histórias felizes, por vezes lemos o livro de pernas para o ar e baralhamos tudo, mas... sempre histórias, sem dúvida!
Um beijo transatlântico Leozinha.

Anabela disse...

Eu, aqui estou no mesmo sitio
A ler o que escreves e atenta para ver se não trocas o sexo a ninguem, e se o fizeres que seja o teu :o)
Beijocas

Bartolomeu disse...

hehehehehe
às vezes apetecia-me trocar, sobretudo quando o "animal" se apresenta irrascível e não ha quem lhe ponha freio.
ehehehehe

Rosa dos Ventos disse...

Histórias de vida!

Abraço

Bartolomeu disse...

Abração Rozinha!!!
;)))))

Papoila disse...

Bonitas palavras de respeito mútuo... mas sinto-te triste Bartô.

beijinhos
BF

Moura ao Luar disse...

A vida é como a dança, é preciso saber acompanhar os passos e perdoar as pisadelas ;-)

Bartolomeu disse...

Olá drinha Poila!!!
Agradeço o quidado que me dispensas, bela flor, não fiques em quidado, porque o teu afilhado encontra-se perfeitamente.
É verdade que nem sempre se está em estado de harmonia com a desejada alegria, mas é uma questão passageira, que, no fim conta como sendo mais um motivo para valorizar aquilo que de bom e agradável a vida tem para nos dar.
Beijáços Poilinha!!!

Bartolomeu disse...

Olá Mourinha!!!
Excelente pensamento, que levado à letra, constitui um aviso para mim.
É! sou daqueles que na dança, aposta bastante nas pisadelas loollol
A não ser que a minha partener me leve ao colo... ou então, que calce uns sapatos com biqueira de aço.
Um beijão Mourinha!!!

psique disse...

escreves...ui

Fábula disse...

tu? tu respeitas a vida? olha, imaginava-a mais a olhar-te de lado, de tão traquinas que és! ;)

o que eu mais gostei:
A vida deu-me momentos de loucura
E ensinou-me como utilizar a razão

Pézinhos n' Areia disse...

A 1ª vez !

Sim, a 1ª vez que visito este espaço virtual.

Intencionalmente, com o desejo de agradecer o seu bom conselho anti-tabágico, no 4R. Bem Haja.

Mas !!!

"Avançando", ... avançei.

Começei com o riso provocado pela frase:

"Neste "Blog", agradecem-se todos os comentários que visem o avanço da raça."


:-)))))))
Partilho o objectivo ! YEP !

E vou voltar.


um fim de semana solar.


NOTA - O Poema "Prova de Vida" ?
Adorei. Rima com felicidade e equilíbrio.

Um Momento disse...

Lindo....

Deixo um beijo

(*)

Leonor Costa disse...

Um belo retrato do que é a vida!

Abraço e bom fim de semana

HOJE E AMANHÃ

a sua vizinha disse...

Ó vizinho, como vai? Nunca mais passou cá pelo bairro e olhe que jé tenho saudades suas. Apareça!

Um abraço

Bartolomeu disse...

Olá Minha amiga Psyque!!!!!!
Esta visita é sinal de que regressaste às lides bloguistas?
Espero bem que sim!!!
Um beijo, amiga Psyc!
;)))

Bartolomeu disse...

Olá Fabulosa Fábula!!!!
Sabes?
Na concepção Bartolomeusca, olhar a vida num angulo mais "traquinas" é uma forma de a respeitar. Isto porque, a vida não exige ser vista de um modo restrito, mas sim respeitoso, sem ser formal. Um bocadinho mal comparado, é como sermos convidados para uma festa em casa de amigos.Se chegarmos e nos sentarmos acabrunhados a um canto, estragamos o ambiente, por outro lado, se nos comportarmos de um modo excessivamente "efusivo", o resultado será provávelmente o mesmo. Daí o respeito, sem descurar o divertimento.
Et Voilá!!!
Um grande beijo Fabulosa Fábula!!!
;)))

Bartolomeu disse...

Olá Pézinhos n'areia!!!
É sempre uma satisfação receber novos(as) amigos(as) sobretudo se a visita for intencional ;)
Não ha nada que espere agradecimento, Pézinhos, importa acima de tudo, comunicar e partilhar, objectivo? Felicidade e Equilíbrio. É disso que o mundo é feito.
Um beijo Pézinhos!!!
;)))
;)

Bartolomeu disse...

Este é um momento lindo, quando o teu Momento pousa nos meus post.
Guardo o teu beijo carinhosamente, por um momento...
Um beijo momentâneo!!
;)))

Bartolomeu disse...

Leonor Costa, Olá e Bem-Vinda!
É com muita satisfação que recebo uma poetiza que rima com a vida.
Aproveito para referênciar a quem me visita, o blog da Leonor e a dedicarem a sua atenção ao que ela escreve, ou seja, aquilo que transpira dos seus versos.
Um beijo Leonor... SEMPRE!!!
;))))

Bartolomeu disse...

VIZINHA!!!!!!!!!!!!!
Inté já tinha pinsado ca vizinha tinha medado de bairro. Tinha sempre os istores corrides, nunca mais bi rópinha istendida no baral...In suma, inté já tinha dito à bezinha Enastácia... queres tu ber ca bezinha zarpou caquele marinheiro que lh'andava aí a arrastar a vela? Mas afinal predonde é ca bezinha tem andado?
Porque mares nunca d'antes nabegados?
N'interessa nada, o q'uintressa agroa é ca bezinha boltou e espero eu, já podemos boltar a fazer aqueles choiriços assados e a churrascada de domingo.
Bou já tlefonar ò zé do talho prárranjar uns franganuchos sem harmónias e ao manel padêro pra quezere umas broas especiales.
Até lá... um balente beijáço !!!
;)))))

Joana disse...

a vida é, de facto, bela.

bonito poema! gostei especialmente da última estrofe. ^^