quinta-feira, 20 de setembro de 2007

Quando um homem se põe a pensar

Revejo-me no espelho dos olhares com que me cruzo pelo mundo
Revelam-me uma parte recôndita do meu ser
Convidam-me a olhar-me bem no fundo
Acalentam em mim o desejo de me conhecer

Nas mãos de quem mas estende noto as marcas
Ora ténues, ora vincadas de uma vida
Vejo caminhos, vejo lutas já travadas
Sinto-lhes a força que as salva da partida

E quedo-me reflexivo nesse limbo
Confiando na paixão deste entender
Reconhecendo o que esta gente tem de lindo
Apreciando o que o mundo tem p'ra viver.

et voilá!!!

56 comentários:

Rosa dos Ventos disse...

Caro Bartô
Olha que o Papa decretou o fim do limbo!
Um abraço

Bartolomeu disse...

O Papá de quem Rosinha?

sombra e luz disse...

Isso, isso..

Temos poeta!... soltou-se das flores e das frases complexizadas...
está vivo, veio e está no mundo.
Olá poeta... benvindo.

lenor disse...

Estás mesmo rodeado de gente linda. Ainda agora me fui ver ao espelho, não estou a inventar.

Bartolomeu disse...

Bela análise Sombrinha ;)))
Devo então concluir que a minha amiga não aprecia aqueles poemas que incluem rosas e frases rebuscadas do estilo... vem meu amor, minha estrela da manhã, acalmar este ardor, que me enche de pavor, ao ver-te minha bela Afegã?
;))))

Bartolomeu disse...

A ciumeira que eu sinto d'esse teu espelho Leozinha...

Anabela disse...

Estou sem palavras....
Vou para casa rebuscar algo merecedor de ser transcrito para o blog de tão grande poeta

Bartolomeu disse...

Para tu casa ou para a minha Anabela?
Quando dizes "grande" referes-te a algo em particular?
;))))

Su disse...

E quedo-me reflexivo nesse limbo


pois bem.........:)))

e voilá...jocas maradas per te

Maria disse...

Vejam bem, que não há só gaivotas em terra....
"quando um homem se põe a pensar".

Quem escreveu os dois versos de cima gostaria decerto de te ler, Bartolomeu...

Abraço

Maria Eduarda Horta disse...

É o que eu digo. Este homem diz a vida em verso. Às vezes faz poesia às vezes não. Mas é um talento que tem mesmo para o verso.
Parabéns. Não andas aqui a ver passar os eléctricos. Isso é decerto o mais importante.

Maria disse...

QUANDO UM HOMEM SE PÕE A PENSAR...É LENTO O HOMENZINHO!!!


"Minha cara,

eu te criei porque o mundo estava meio vazio, e o homem, solitário. O Paraíso era perfeito e, portanto, sem futuro. As árvores, ninguém para criticá-las; os jardins, ninguém para modificá-los; as cobras, ninguém para ouvi-las. Foi por isso que eu te fiz. Ele nem percebeu e custará os séculos para percebê-lo. É lento, o homenzinho. Mas, hás de compreender, foi a primeira criatura humana que fiz em toda a minha vida. Tive que usar argila, material precário, embora maleável. Já em ti usei a cartilagem de Adão, matéria mais difícil de trabalhar, mais teimosa, porém mais nobre. Caprichei em tuas cordas vocais, poderás falar mais, e mais suavemente. Teu corpo é mais bem acabado, mais liso, mais redondo, mais móvel, e nele coloquei alguns detalhes que, penso, vão fazer muito sucesso pelos tempos a fora. Olha Adão enquanto dorme; é teu. Ele pensara que és dele. Tu o dominarás sempre. Como escrava, como mãe, como mulher, concubina, vizinha, mulher do vizinho. Os deuses, meus descendentes; os profetas, meus public-relations, os legisladores, meus advogados; proibir-te-ão como luxúria, como adultério, como crime, e até como atentado ao pudor! Mas eles próprios não resistirão e chorarão como santos depois de pecarem contigo; como hereges, depois de, nos teus braços, negarem as próprias crenças; como traidores, depois de modificarem a Lei para servir-te. E tu, só de meneios, viverás.

Nasces sábia, na certeza de todos os teus recursos, enquanto o Homem, rude e primário, terá que se esforçar a vida inteira para adquirir um pouco de bens que depositará humildemente no teu leito. Vai! Quando perguntei a ele se queria uma Mulher, e lhe expliquei que era um prazer acima de todos os outros, ele perguntou se era um banho de rio ainda melhor. Eu ri. O homem é um simplório. Ou um cínico. Ainda não o entendi bem, eu que o fiz, imagina agora os seus semelhantes.

Olha, ele acorda. Vai. Dá-me um beijo e vai. Hmmmm, eu não pensava que fosse tão bom. Hmmmm, óptimo Vai, vai! Não é a mim que você deve tentar, menina! Vai, ele acorda. Vem vindo para cá. Olha a cara de espanto que faz. Sorri! Ah, eu vou me divertir muito nestes próximos séculos!"

Texto extraído do livro "Esta é a verdadeira história do Paraíso",Millôr Fernandes.

Bartolomeu disse...

Gracie tanti bella Su
;))

Bartolomeu disse...

Não conheci António Gedeão, Maria, mas a sua "Pedra Filosofal", constituiu um marco importante que se mantem inalterado, apesar de os sonhadores de hoje, direccionarem o olhar num horizonte diferente.
António Gedeão colocava o homem e a filosofia do seu pensar, no centro dos seus poemas, hoje os poetas colocam a utopia e o desespero num desalinho de ideias que reflecte os tempos conturbados que se vivem.

Bartolomeu disse...

Não ando não Maria Eduarda, é um defeito de que gostaria de me livrar. Gostava de passar a conseguir ver somente o "eléctrico" e deslumbrar-me com o seu colorido e o som da campaínha, sem que algo me lembrasse que dentro dele se transportam pessoas, cada uma com o seu mundo próprio, mas todas... correndo num sentido alienado.
Como orquestra regida por um maestro louco , que dá ordens baralhadas a cada músico, tentando no final obter melodia que se oiça.

Bartolomeu disse...

Maria, minha querida amiga, tu desculpa a minha lerdice, mas por maior esforço que faça, não consigo chegar ao objectivo do último comentário.
Dá-me lá uma ajuda, para que se ma faça luz.

Maria disse...

Está aqui uma confusão de Marias...
Não sei se o último comentário se dirige a mim... a Maria!
Eu sou a que contou a verdadeira história do paraíso!!!
Por favor...ordem na capoeira!!

Rosa dos Ventos disse...

Vou brincando contigo mas acredita que gosto muito do que escreves! ;-))

Abraço

Maria Eduarda Horta disse...

Podemos deslumbrar-nos (eu deslumbro-me) com o amarelo dos electricos que restam em Lisboa mas não me parece grande ideia viver a vida inteirinha só a vê-los passar. Há que entrar e seguir viagem com os outros passageiros. Isto é só a minha maneira de estar na vida. Não quer dizer que a considere melhor do que outras. O que quero é dizer que é assim que eu gosto de viver.

Fábula disse...

é salutar que de vez em quando nos reconheçamos nos outros, sobretudo quando estamos "Reconhecendo o que esta gente tem de lindo"... o que significa que nos vemos lindos também! ;)

Papoila disse...

Olha BartÔ
( e não é que já me podes chamar madrinha... O diminuitivo está a pegar)

depois de ler o post... depois de ler todos os comentários... e as tuas respostas aos comentário já nem sei o que escrever!

Voilá ... Beijos
BF

Luisa Oliveira disse...

"Apreciando o que o Mundo tem p'ra viver".

e tem tanto, o Mundo: tem a vida para nos oferecer :)

sombra e luz disse...

pssst,pssst...Bartolomeu este seu bloguinheiro está cheio de mulher bonita...e esperta...será que elas também fazem avançar a raça?...

beijinho...

Bartolomeu disse...

Rosinha, bela Rosa, companheira de marinheiros e caminhantes, não sei se prefiro que brinques comigo, ou que gostes daquilo que escrevo.
Mas, seguindo a máxima de que no meio reside a virtude... vou optar pelo meio-por-meio.
Sugiro que enquanto eu vou escrevendo e tu vás lendo e tu vas escrevendo e eu lendo, nos vamos divertindo, brincando.
Quécaxas?

Bartolomeu disse...

Oh Maria... tu desculpa-me querida Maria, porque saltei a ordem...
(Saltáste nada Bartolomeu, não sejas mentiroso, fizeste de propósito para chamar a atenção da moça, malvado)
Pronto Maria, estou de joelhos, na intenção de me penitenciar.
É verdade, saltei a ordem de propósito para chamar a tua atenção. Porque Maria, simplesmente Maria, és tu :) só tu.
Então aquela história do sô Millôr Fernandes, é a do verdadeiro paraíso?
Deitou por terra o meu conceito pré-estabelecido de paraíso, vou ter de rever tudo.
;))))
Boa, Maria!!!!

Bartolomeu disse...

Maria Eduarda, o velho eléctrico amarelo, dirige-se para o abismo e leva dentro, muitos que não perceberam o que os espera, convencidos que caminham em direcção ao destino inevitável, outros ainda vão cantando e bailando, porque o guarda-freio lhes garantiu que a viagem ia ser suberba e no final da linha ia estar a suprema felicidade.
Eu sou o "agulheiro" aquele que está do lado de fora a gritar-lhes "mudem de rumo, mudem de rumo... desçam em andamento" a linha acaba no percipício!!!!!

Bartolomeu disse...

Fabulosa Fábula... uma das regras de ouro, que o "Homem" deve impôr a si mesmo, é a seguinte (no meu ponto de vista).
Devemos conhecer os nossos venenos, conhecer-lhes a potência, prová-los, de forma a saber evitar os venenos alheios.
Dito de outro modo, bem mais simples... "Não faças aos outros, aquilo que não desejas que te façam a ti"
Porém, podemos pensar... mas como é que sei quando me querem fazer algo que não seja bom para mim?... conhecendo-nos, conhecendo os nossos venenos, conhecendo-lhe a potência.
Resumindo, conhecendo os nossos venenos e sabendo evitá-los, aprendemos a evitar os venenos alheios, deixando o caminho completamente livre para aquilo que não fôr benenoso. :)))
(Secalhar, não me fiz entender... é natural e não-venenoso)
;)))))

Bartolomeu disse...

Olá madrinha Poila...
(Sempre foi o meu sonho... possuir uma madrinha Poila)
Não sabes o que escrever querida?
Então é porque não tens nada para escrever.
Quando tiveres, vais ver, escreverás.
lololololol
Amo esta mulher, deve ser do ópio.
;))))))

Bartolomeu disse...

Luisinha, prespicaz Luisinha... tem tudo, tudo mesmo, inclusivé a felicidade, que pode estar "tapada" por um simples raio de sol.
Mas nós, porque somos um pequeno mundo, possuímos a "chave" que nos permite entrar nesse paraíso.
Dizia-me uma amiga, que não é fácil ser-se feliz, porque a felicidade de uns, pode representar a infelicidade de outros.
Escolher aquilo que constitui o nosso objectivo ou motivo de felicidade, apresenta-se por vezes como algo tremendamente difícil e inatingível. Talvêz porque antes de caminharmos na direcção do que se nos apresenta como desejoso, ou desejável, construamos mentalmente um caminho e a nossa imaginação nos pregue a partida de colocar nesse caminho algumas dificuldades que parecem inultrapassáveis.
Avancemos, então... Ah!! e sem esquecer de dar a mão a alguém, é fundamental e imprescindível.

Bartolomeu disse...

Fazem Sombrinha, não só elas, tu também.
É como dizes, são todas mulheres inteligentes, sensíveis e com uma característica que eu adoro, excepcionalmente bem dispostas.
Mas vou confidenciar-te um segredo, não digas a ninguém...
Também somos lidos por homens.
É, eu sei que somos visitados por homens, que possívelmente, se sentem um pouco inibidos para escrever aquilo que lhes vai na alma quando nos lêem. É uma característica masculina, que num momento se altera. Temos de a aceitar, obviamente e esperar que surja um assunto que lhes interesse e os estimule a escrever.
;)))

Maria disse...

Pronto,pronto...Pode-se levantar, não necessita de estar mais tempo de joelhos!
No entanto pensarei noutra penitência...
Que tal uma viagem no eléctrico amarelo?
Não...isso seria demais...vou pensar ...
Mas entretanto continua de castigo, tolerância zero!!!

Bartolomeu disse...

Maria... pela penitência não me importo de continuar de joelhos, mas... posso afastar os grãos de milho?
Vá lá, só para apoiar melhor as rótulas em cima da gravilha...
ahahahahah
Mázinha! a fazer sofrer o menino Bartolomeu.

Maria disse...

Quem mandou substituir o vidro moído pelos grãos de milho????
QUEM?

Bartolomeu disse...

Já estava assim quando ajoelhei, Maria.
Aconteceu um fenómeno alquímico, certamente.
hehehehehe

Anabela disse...

Vidros, milho?? Não percebo...
Que fizeste ao cilicio que te ofereci????

Bartolomeu disse...

Aquilo era um cilício Anabela?
Fiquei com a impressão que tinhas falado em MP3 com ligação ao telemóvel, afinal...

Anabela disse...

Mp3???
Baralhaste as prendas todas que te dei.
Continua meu querido a escrever poemas pq senão ainda te fustigas com o tm

Maria Eduarda Horta disse...

Já lá vem outro carreiro senhor agulheiro? É que eu não dei por nada e a minha fé na raça humana continua inabalavel.

Maria disse...

Fenómeno alquímico só conheço o que aconteceu à Rainha Santa Isabel: ...São rosas Senhor!!

Bartolomeu disse...

Tenho um telemóvel vibratório Anabela, mas nunca o coloco no bolso de trás... não vá o diabo tecê-las...
;))))

Bartolomeu disse...

É inevitável que outro carreiro surja, Maria Eduarda.
Afinal a raça humana é plena de energia e essa, como bem sabemos, é constantemente renovada.
Que venha pois outro carreiro, ajudar a renovar a fé que se mantem inalterada.
;)))))

Bartolomeu disse...

Só conheces essa Maria?
Eu conheço mais alguns, podemos falar deles um dia destes, numa conversa, durante um almoço que iremos combinar.
;))

Sirk disse...

«Quando um homem se põe a pensar»

E quando é uma Mulher?
ui!, ui!, ui!

;)

Bartolomeu disse...

Pois é Sirk
Ha alturas "especiais" em que se verifica compatibilidade entre os pensamentos masculinos e femininos.
Não me perguntes que alturas são essas... mas que as ha, ha!
;))))

Sirk disse...

Não me referia a sexualidades, meu caro. As Mulheres não pensam só nisso. Pensam, por exemplo, em: testosterona, corpos cavernosos, uretra e afins. Ou seja, pensam em questões de fundo...

;)

Já lhe disse que que por vezes sinto umas pontadas na zona cervical? Terrível, meu caro.

LOOOOOOOOOOOOOOOOOL

Sirk disse...

ah!, voltei à carga porque gostava de saber qual é a sua opinião acerca dos efeitos colaterias do uso sistemático de bróculos, na alimentação mediterrânica.

:D

(vou-me antes que isto vire "cóltural")

LOOOOl

Papoila disse...

Este meu BartÔ

Estou a ficar cheia de ciumes....

Isto é que aqui vai um "forró"

Jinhos
BF

Bartolomeu disse...

Querida amiga Sirk, o bró cu lo, não integra os típicos alimentos que constituem a tradicional dieta mediterrânica. O bró cu lo, foi um vegetal introduzido, ou seja, uma importação de outra dieta oriunda do norte da europa. Digamos que os vegetais típicos da dieta mediterrânica são o grêlo e o tomate. Mas, em minha opinião, a decisão de importal o bró cu lo, foi tida em muito boa-hora, veio enriquecer e apaladar a dieta mediterrânica.
Pela minha parte, declaro-me total e incondicional apreciador do bró do cu e do lo... vamos criar a confraria do bró cu lo?

Bartolomeu disse...

Madrinha Poila, num carece de ficar cum ciúme, vai ter forró pá todo o mundo, baista que retire a fitchinha, sacuda o cabelo e veinha sambá com a gentchi.
Vamo lá madrinha, haija alégria!!!!!

Sirk disse...

Estou totalmente de acordo, Bartolomeu. A comida tradicional portuguesa e mediterrânica é perfeita: rica, equilibrada, etc.

Quanto à Confraria do "Bró cu lo», estou parcialmente de acordo. Isto porque tenho de estabelecer algumas condições, designadamente que não dê grande ênfase à penúltima sílaba. Não me apetece que na dita entrem membros de qualidade duvidosa.

------------

Já há muito que não me divertia tanto com um comentário. Esteve muito bem, Bart.

LOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL

Bartolomeu disse...

Então Sirk, se bem percebi, sugeres que a confraria do Bro cu lo, exclua o "lo"...
Não será esta exclusão intrepertada como um sinal de homofobia?
Eu vejo o "lo" como um artigo, talvez não chegue a ser masculino, ou feminino, mes é sem dúvida singular...
lolololol
Fica este assunto em agenda para ser discutido e aprovado na primeira assembleia geral da confraria.
;)))))

Anabela disse...

Saibam Vossas senhorias que os ditos tambem podem ser chamados de bro cu lis e que este vegetal pertence à familia do não menos importante para a nossa alimentação o ra ba nu

Rui Caetano disse...

O pensamento é o sangue que corre no olhar dos Homens. O poema é muito bonito.

Bartolomeu disse...

Minha cara e perspicaz Anabela, sempre precisa e concisa... estás com toda a razão, a palavra italiana broccoli é efectivamente a origem etimológica de bróculos. Relativamente ao rábano, a origem encontra-se no latim, raphanu.
Tal como referes, estes vegetais, são de importância primordial para a nossa alimentação, ricos em minerais, ajudam a melhorar o desempenho do nossos músculos, sobretudo aqueles que necessitam de mais dureza e dúctilidade.
;))))

Bartolomeu disse...

Rui Caetano, agradeço-te a opinião que nos deixas. Concordo, efectivamente é o pensamento que nos conduz às acções e aos avanços.
Tal como o sonho, ou em simultâneo com ele, é o pensamento que faz com que o mundo pule e avance.
Como seria "quase" inevitável, fui ler o teu blog, http://urbanidades-madeira.blogspot.com/ que indico às minhas visitas. É um espaço dedicado, escrito por alguem que denota possuir um olhar muito preciso sobre os problemas sociais e sobretudo, alguém que fala claro e com frontalidade.
Já não muitos como tu, ou se os ha, andam vendidos e encobertos por aí, como o personagem que denuncias no post "Traidores no PS-Madeira!!"
Sinais dos tempos em permanente mudança.

方大同Khalil disse...

cool!very creative!AV,無碼,a片免費看,自拍貼圖,伊莉,微風論壇,成人聊天室,成人電影,成人文學,成人貼圖區,成人網站,一葉情貼圖片區,色情漫畫,言情小說,情色論壇,臺灣情色網,色情影片,色情,成人影城,080視訊聊天室,a片,A漫,h漫,麗的色遊戲,同志色教館,AV女優,SEX,咆哮小老鼠,85cc免費影片,正妹牆,ut聊天室,豆豆聊天室,聊天室,情色小說,aio,成人,微風成人,做愛,成人貼圖,18成人,嘟嘟成人網,aio交友愛情館,情色文學,色情小說,色情網站,情色,A片下載,嘟嘟情人色網,成人影片,成人圖片,成人文章,成人小說,成人漫畫,視訊聊天室,性愛,a片,AV女優,聊天室,情色