quinta-feira, 27 de setembro de 2007

Avançando...

Da visita ao blog do Rui Caetano, http://urbanidades-madeira.blogspot.com/ , surgiu a inspiração para este poema, que lhe dedico.


Fico feliz quando encontro
Companheiro de boa verve
Que solta, vinda de dentro
A palavra que lhe ferve

Que também trata por tu
As fortunas desta vida
E que não olha p'ró tempo
De chegada e de partida

Será que a vida é uma roda
Da qual somos os dentes?
Ou será que é tudo uma moda
De que estamos dependentes?

Entretanto, com razão,
Te digo meu caro amigo
Vamos andando pela mão
Sem olharmos p'ró umbigo

Ao chegar o fim da estrada
Sentiremos em consciência
Não descomandámos a roda
E vivemos com decência

Sem deixarmos de esperar
Pelo sol de amanhã
Tentemos sempre encontrar
A razão para tanto afã.

Avancemos...

10 comentários:

Anabela disse...

Afã...
Ahhh ????

sombra e luz disse...

Avancemos, pois...

Bartolomeu,(o diminutivo também é giro, mas omite outras ressonâncias do nome que eu muito aprecio...)isto aqui está, hoje, muito deserto...

Fiquei feliz por ter aparecido um homem que fala, por isso te ter inspirado um poema e por o teres partilhado connosco.

Já fui cumprimentar o Rui Caetano e também me inspirou a sua maneira de "ver" de "sentir" e de "viver"...

Fiquei feliz convosco...
Obrigada.

Para ti, beijinhos amorosos e carregadinhos de pirilipimpins para fazer muitos, muitos ciúmes às tuas outras miúdas...

♥≈Nღdir≈♥ disse...

Continuo em recuperação da cirurgia que sofri, mas mais calma agora que regressei a casa após ter estado 2 semanas ausente.
Ainda me encontro um pouco atordoada, mas aos poucos vou regressando, hoje ao retornar ainda me fogem as palavras… por isso desejo apenas um bom fim de semana
••. ¸.♥ Beijos ♥ ¸.• ♥≈Nღdir≈♥

lenor disse...

Bartolomeu, és um espanto:
tanto encontras encanto
no diabo ou num santo
como no céu ou num canto.

Um beijo.

Bartolomeu disse...

Anabelinha, afã querida, é uma peça assíncrona, sempre dependente no seu funcionamento da potência alterna que a alimente.
Ou seja...
esquece, basta que te concentres nisto, afã rima com amanhã.
sim, sim eu sei, mais na fonética que na grafia, mas... não exijas mais de um humilde analfabeto.
Amo-te moura encantada!!!!

Bartolomeu disse...

Estou contigo Sombrinha, a ressonância é de primordial importância, sobretudo se ressoar. É sinal que a dinâmica se cumpriu.
Cumprimentaste o Rui?
És uma verdadeira embaixadora, diplomata.
É, tens razão, vale muito a pena ler as opiniões daquele homem.
Pirilipimpins, fazem ciúmes?
:))))))
Pensei que fizessem cócegas, mas pronto, fica assim, ciúmes né?
Mas de onde tiraste a ideia que as minhas amigas possam ter ciúmes?
hehehehehe
Um bei jão sombrinha

Bartolomeu disse...

Nadir, minha querida Nadir, surpreendeu-me saber que tens estado doente, mas alegrou-me saber também que recuperas, felizmente.
Desejo-te rápidas e eficazes melhoras, e vai escrevendo, o exercício de escrita ajuda a recolocar os sentidos na ordem e a apagar essa zoeira.
Um grande beijo Nadir e o desejo forte da tua rápida recuperação.

Bartolomeu disse...

Leo my dear Leo...
Reflectindo sobre aquilo que escreveste e aceitando-o como real, encontro a possível explicação para esse "encanto", apesar de o considerar algo exacerbado.
Aos 14 anos iniciei uma viagem pelo mundo, foi coisa espontânea, não programada, inicialmente de forma solitária. Rápidamente porém, tomei contacto com as pessoas, cada uma com uma vivência diferente. Quando comecei a ganhar consciência dessas diferenças, percebi aquilo que de comum existe entre nós. A partir daí, estabeleci uma regra pessoal, todas as pessoas são melhor gente que eu, quanto muito, algumas são tão más quanto eu. Por isso, tento aprender com todos, dando o que tenho para dar, recebendo oque têm para me dar.
A finalidade?
Melhorar!
E porque sou muito preguiçoso, esta foi a forma mais fácil que encontrei para avançar.
Avancemos então...

Anabela disse...

De tudo o que escreveste o que melhor entendi foi ... amo-te..
Com algo esforço ainda consegui pensar que afã tb pode rimar com vilã, divã e mais palavras acabadas em ã como por exemplo um "batláquio chamado lã"

:o)

Bom fds para todos

Bartolomeu disse...

Então Anabelinha querida entendeste o principal e fundamental... Amo-te, borrifa-te prá lã da rã, que só quaxa de manhã, porque não é estimulada pelo afã.
hehehehe
Um beijão Anabela, moura encantada.