sábado, 21 de julho de 2007

Tu e o mar...

Vieste de um lugar muito distante.
Trazias paisagens no olhar,
cheiro da urze, no cabelo ondulante.
Vieste para conhecer o mar.

A leveza breve do andar.
A suavidade do gesto, o respirar.
Fizeram-me por momentos sonhar,
enquanto caminhavas junto ao mar.

Encantou-me a luz do sol, no teu sorriso.
Quando me perguntaste onde ia dar,
aquele mar verde, brando e liso.
E eu, respondi, que ao teu olhar.

Encantou-me a delicadeza do teu colo,
quando te sentaste ao meu lado.
E, tirando o casaco a tiracolo.
Sobressaiu teu peito acastelado.

Dissemos coisas belas um ao outro.
Segredaste-me desejos de viajar.
Revelaste-me que és guiada por um astro.
E que te reges pela força desse mar.

E eu, senti poder voar.
Segurando a tua mão junto a mim.
Senti-me ir contigo a esse lugar.
Percorrendo esse mar que não tem fim.

14 comentários:

Joana disse...

antes de mais, queria-te agradecer o teu bonito comentário que me colou o sorriso na cara. a ideia de escrever um blog assustava-me. nunca fui muito aberta a mostrar o que escrevo, e, a principio, queria que apenas aqueles que me conhecem, não por fora mas por dentro, lessem o que escrevo. mas, com comentários como o teu, sinto que não foi de todo em vão expor-me um bocado. é bom saber que há pessoas, para além dos nossos amigos, que conseguem apreciar e fazer críticas construtivas. :)

quanto a este poema, não há muito para dizer. está bonito, como todos os outros que li, apesar de não ter comentado. não me é fácil escrever poesia como escrevo prosa. por isso admiro a poesia dos outros.
foi um tema bem escolhido, caro companheiro da blogosfera, o mar. é sempre um bom tema para divagar e filosofar.
gostei especialmente da última parte. ir até ao infinito do mar. :)

fico à espera de mais coisinhas!

lenor disse...

Que mais hei-de eu querer
do que este viver ter,
a noite, o luar, o mar,
e saber-te comigo a sonhar?
:)*

Papoila disse...

O meu olhar veio de encontro às tuas palavras. Mesmo sem cheiro de urze no cabelo viajei por aí...pelo teu mar de amor tão bem descrito.

Boa semana
BF

Maria Eduarda Horta disse...

Lindo.

♥≈Nღdir≈♥ disse...

Bartolomeu,
Foste eleito no reflexo da minha fantasia reflexo com menção e link devido.
Espero que não te importes.
Beijinhos e boa semana.

Bartolomeu disse...

Olá Joana, pois é minha amiga, acabas de confirmar a regra, "a vida é uma permanente descoberta, de nós mesmo e de quem comnosco partilha esta épica caminhada".
A grande conquista pessoal, consiste em aprender esse percurso com alegria, dedicando a todos aquilo que temos em de mais valioso, o amor.
Um beijo Joana.

Bartolomeu disse...

Leozinha, querida amiga, não te contentes em viver (ou se preferires assim...):)))
O sonho... esse termendo mentiroso de que não conseguimos separar-nos.
Quanto mais nos ilude, mais nos agarramos a ele.
:)))))
Um beijo Leozinha querida.

Bartolomeu disse...

Esse teu olhar, possui o ópio da Papoila, hipnotiza, magnetiza, inebria, para quê o aroma da urze?
Como cantava Caetano Veloso... navegar é preciso, viver, não é preciso.
:))))))))
Um beijão terna Papoila.

Bartolomeu disse...

Eduarda Maria, dona do mundo e da janela virada para o por-do-sol-sobre-o-mar. Linda és tu, que consegues descobrir "lindeza" naquilo que escrevo.
Um beijão Maria Eduarda.

Bartolomeu disse...

Nadir, serena e doce Nadir, estragas-me com mimos :)))
Foi muito bom escrever-te um tão pequenino verso.
Beijos Nadir, montes, resmas.
:))))))

sinha disse...

um encontro simples,
como simples sao os afectos.

texto ondulante como as ondas daquele mar(?)

gostei.

Bartolomeu disse...

É verdade Sinha, muitas vezes são as coisas simples que nos sabem melhor.
:)

João Filipe Ferreira disse...

eu e pedro lopes do site www.luso-poemas.net estamos a pensar fazer uma antologia 100 autores, 100 poemas pela ecopy. Neste projecto cada autor participa com 1 texto. O unico custo que terá é comprar 1 livro, ou seja terá o preço de 12 euros. é um livro que pode estar em qlq loja que qualquer autor arranje para além das muitas lojas onde está presente, pensei em o convidar, se quiser será um prazer:)
resp tb para pedro_lopes777@hotmail.com

grande abraço

Bartolomeu disse...

Olá João Ferreira,
Li o seu convite para participação com um poema no livro "100 autores, 100 poemas". Achei uma iniciativa interessantíssima e senti-me honrado com o seu convite. Quero dizer-lhe que sim, que estou interessado em participar, apesar de muito sinceramente e num olhar pessoal, não conferir àquilo que escrevo, interesse que justifique a divulgação. Queira por favor indicar-me os procedimentos a seguir. Agradeço a sua deferência,