terça-feira, 3 de junho de 2008

Adeus meu amor!!

Rasgo a pele, querendo arrancar as marcas profundas que em mim deixaste.

Mas persiste em mim o teu perfume, não me sai dos lábios o doce dos teus beijos.

Não morre no meu peito, no meu ventre, no meu sexo, o desejo de ti.

Não se apaga a memória do som dos teus gemidos.

Ecoam ainda vibrantes nesta casa as palavras com que te despediste.

Adeus meu amor!!

12 comentários:

sinhã, a. disse...

Adeus sem adeus. :-)

Fatyly disse...

Um ausência presente e pertinente. Dói muito a marca ou marcas que ficaram, mas o tempo fará o seu trabalho.

Maria disse...

Não, não. O título não bate certo com o texto. Eu recusá-lo-ia. Adeus? Adeus? Nem pensar!


(e como raio é que uma blogger do sapo vem aqui deixar as suas pérolas de sabedoria?)

The F Word

Rosa dos Ventos disse...

Adeus?!
Mas o que é isto?!
Corre, vai atrás dela, não a deixes partir!

Abraço

lenor disse...

Bartolomeu, estás a sério?

Bartolomeu disse...

A Deus Sinhã :)

Bartolomeu disse...

Por vezes as marcas são troféus, mas são sempre sinais de que estivemos na batalha.
Não concordas Faty?

Bartolomeu disse...

;)
Maria, ou F Word, uma mulher inteligente (sábia), encontra sempre o caminho certo para chegar ao destino que pretende.
;)

Bartolomeu disse...

Rosinha, minha terna e doce amiga, estou à espera que me telefonem do stand, para ir levantar a mota de alta cilindrada que encomendei. Depois sim, correrei atrás dela, melhor, em cima dela... adoro motas.
;)
Um grande beijo dona das ventanias!!

Bartolomeu disse...

Leo, darling, ofecorse que falo sério. Outra forma seria desajustada de o fazer.
De qualquer modo, se falo a rir, ou se rio enquanto falo, ninguem me leva a sério, só me resta falar sério para que me possa depois rir.
Um beijaráço Leozinha!!!

CamaReira disse...

Um adeus é uma coisa muito forte, muito triste. Mas como poderiamos lembrar, como poedriamos sentir saudade, se não houvesse um adeus.
Quem sofre mais? Aquele que lembra, ou aquele que não tem de quem lembrar.
Gostei deste Adeus. mas a ti prefiro dizer:
Até já...

Beijos Ardentes

Fatyly disse...

Por vezes as marcas são troféus, mas são sempre sinais de que estivemos na batalha.
Não concordas Faty?
.................

Não podia estar mais de acordo mas o trabalho de as vermos desse modo...só com a passagem do tempo.

Um abraço