terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Só Sunshine

Vamos lá então dar as mãozinhas, fazer uma roda e executar a dança do sol... bora?!
;))


Só... a imensidão transforma o meu olhar limitado
Só... a amplidão do espaço possui a largueza que necessito para reinventar o mais profundo de mim mesmo
Só... a lonjura, a distância por alcançar, alimentam o sonho que me enche o peito e me faz desejar
Só... o calor do sol me aquece verdadeiramente a alma e me anima a dançar incessantemente a valsa da vida
Só a corrente cristalina de um rio hipnotiza os meus sentidos e me impele a descobrir onde toda a razão vai desaguar
São... tudo isto, os teus olhos... a tua boca... o teu corpo... os caminhos que não me canso de percorrer

14 comentários:

inespimentel disse...

Na parte do sol estivemos sintonizados... acabei de lhe dar as boas vindas...

maria_arvore disse...

Só me lembrou este tema:
http://www.youtube.com/watch?v=v1VDS_pvlpo

claras manhãs disse...

Hoje andei a passear ao sol.
Tinha cá umas saudades....!

claras manhãs disse...

Estamos a maré de desafios
Vou-te deixar um daqui a um bocadinho.
Também é de escrita (sorriso)

beijinho

lenor disse...

Isso é a tradução da letra da música?

tinta permanente disse...

E resulta!...
Talvez seja apenas do nosso atávico improviso ou fé, seja na Senhora ou mesmo em Santa Bárbara, mas, sei lá, quem sabe, talvez aquela costela celta ainda com reminiscências dos druidas, esses sim, pareciam saber o segredo de aplacar os humores dos céus...

abraço!

Rosa dos Ventos disse...

Não consegui ouvir, por erro técnico meu, mas ontem e hoje tenho andado a saborear o Sol!

Abraço

Bartolomeu disse...

As sintonias nem sempre são completas, minha amiga Inês, mas o sol pode ser um bom ponto de partida para estabelecer sintonias mais abrangentes.
Afinal, o rei dos astros possui poderes incalculáveis. Como diz um grande amigo e se quizeres lê-lo está aqui http://quartarepublica.blogspot.com/2009/02/o-que-eles-precisam-e-de-sol.html
o solfaz bem a tudo, inclusivé à pele...
;))

Bartolomeu disse...

Belíssimo tema, Maria, gosto bastante tambem da "feiticeira" e da velhíssima 125 azul, recorda-me os tempos em que montava a minha yamaha 125 e galgava os km pela estrada velha desde lisboa a portimão e lagos.
O Zézé nem sabe a sorte que teve, por ter nascido lá... ;)))

Bartolomeu disse...

Presumo que tivesses saudades de sentir o calorzinho do sol na tua pele Minucha, e de sentires a alegria contagiante que o astro-rei nos faz sentir quando resplandece em tudo o que nos rodeia e faz afinal, parte de nós...
;)

Bartolomeu disse...

Vamos ver se consigo satisfazer o teu pedido Minucha. Sabes, os desafios, na minha optica, são como uma "encomenda" e na verdade não me sinto nada capaz de escrever por encomenda.
Ha dias o meu amigo Tóze, enviou-me um excerto literário e pediu-me que escrevesse algo baseado naquilo.
Acreditas que já escrevi mais de 20 textos e ainda não me decidi a enviar-lhe nenhum!?
Quando acabo de escrever, leio e penso sempre... bah, esta merda não tem gracinha nenhuma...
Mas pronto, envia lá, pode ser que me saia alguma coisa.
;)))

Bartolomeu disse...

Lenor, paixão da minha vida. A tradução, ou tradatura, como a queiras designar, já lá está, em brasileirês, mas se não te agradar aquela diz-me que eu posso fazer-te outra, mais personalizada...
;)))))))

Bartolomeu disse...

Resulta eficazmente meu amigo Tinta, aliás, os egípcios já tinham feito essa descoberta, por isso o elegeram rei... espertinhos.
;)))

Bartolomeu disse...

Saborear o sol... excelente imagem minha querida amiga, que se lixe a anomalia técnica, venha o solinho que a gente agradece!!!
;)))